Bem-vindo!

Dada a minha relativamente rica experiência de vida, designadamente no âmbito profissional, foi-me sugerido por alguns colegas e amigos que a transmitisse, por intermédio de um blogue. Assim, aqui lhes irei transmitindo experiências de vida, de cariz profissional mas não só. Experiências desde a minha adolescência. Experiências com amigos e com causas. No fundo experiências de um português que nasceu no pós-guerra, que viveu a Ditadura e a Democracia, e que teve a sorte de ter uma vida compartilhada com tantos amigos...

Agradeço o vosso contacto para curvelogarcia@netcabo.pt



terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Cape Town

No meu artigo deste blogue A OIV e a sua Comissão Nacional - 4 décadas de evolução, refiro, como uma das maiores recordações que tenho da minha atividade naquela organização internacional, a do meu querido colega Andries Tromp (da África do Sul) a apresentar a candidatura deste país para acolher o Congresso do OIV de 1996, pouco tempo depois da queda do sistema do apartheid: ainda hoje tenho na memória aquele enorme homem de quase 2 m de altura, com as lágrimas nos olhos e a voz embargada dirigindo-se às delegações de todos os estados-membros, convidando-os para irem ao Congresso do OIV no seu país, que tinha ultrapassado a vergonha racista e onde agora todos os homens eram simplesmente homens!
E em 1996 lá estive, com enorme emoção, a participar no Congresso da OIV em Cape Town, o que me proporcionou visitar aquela enorme e grandiosa metrópole.
O Congresso foi aberto pela Ministra da Agricultura da República Sul-Africana, num discurso marcado pela emoção de um país que nascia para o Mundo! Vi lágrimas em muitos olhos dos delegados de todos os países presentes...
A Cidade do Cabo (Cape Town) é a segunda maior cidade da África do Sul. É a capital legislativa do país, onde o Parlamento Nacional e muitos escritórios do governo estão localizados. A Cidade do Cabo é famosa pelo seu porto natural, incluindo os marcos bem conhecidos, como a Tábua do Cabo (ou Montanha da Mesa) e a Baía da Mesa. É o segundo maior núcleo urbano, financeiro e cultural do país, depois de Joanesburgo, cidade que, nessa altura, não consegui visitar, por força de muito exigentes normas de segurança que me foram impostas: nessa região, apenas pude visitar a cidade de Nelspruit e o monumental Parque Nacional Kruger.
A cidade em si é uma típica cidade africana, com as cores e os sabores que as distinguem das cidades de todo o Mundo!
Vi a Cidade do Cabo como um lugar diferente do que seria se a tivesse visitado poucos anos antes. Já não havia transportes para negros e para brancos, o hotel onde estava hospedado era para brancos e negros...
Num dos mais famosos momentos que ditaram o final do Apartheid, Nelson Mandela fez o seu primeiro discurso público em décadas, no dia 11 de Fevereiro de 1990, da varanda principal do edifício da Câmara Municipal da Cidade do Cabo, horas depois de ter sido libertado da prisão na ilha Robben. O seu discurso foi início de uma nova Era para o país, e as primeiras eleições livres foram levadas a cabo quatro anos depois, em 1994, no dia 27 de Abril.
Foi esta Cidade do Cabo que eu tive a honra de visitar em 1996, dois anos depois!

Sem comentários:

Enviar um comentário